g2h

quarta-feira, 18 de maio de 2022

Briófitas

 As briófitas são pequenas plantas avasculares que vivem geralmente em ambientes úmidos, formando "tapetes verdes" sobre pedras e troncos de árvores ou nos barrancos. Os musgos e hepáticas (veja figuras a seguir: hepática em detalhe em cima e musgos formando um ) são as mais conhecidas desse grupo de plantas que, assim como as pteridófitas, não possuem sementes.

Características Importantes

São plantas avasculares porque não possuem tecidos condutores de seiva (xilema e floema), sendo as substâncias distribuídas pelo corpo de célula a célula;

O eixo principal do corpo é chamado cauloide, com estruturas finas como lâminas, os filoides, que se assemelham às folhas. Há também estruturas que servem de fixação ao solo, os rizoides que não absorvem substâncias do solo como as raízes;

Nas briófitas ocorre alternância de gerações: há uma fase gametofítica​ (forma gametas) que é haploide e mais desenvolvida, e uma esporofítica (forma esporos)​ que é diploide e mais curta. A esporofítica cresce sobre a gametofítica e depende dela;

A reprodução pode ser assexuada ou sexuada, a maioria das briófitas é dioica, ou seja, há plantas femininas e masculinas, mas pode haver espécies monoicas, isto é, hermafroditas.

É preciso que haja água para que aconteça a reprodução, o que acontece durante uma chuva ou quando caem respingos de água sobre uma pedra;

Habitam preferencialmente ambientes terrestres úmidos, mas há espécies que suportam condições extremas de temperatura: tanto elevadas em plantas expostas ao sol, como baixas temperaturas em regiões do Ártico, formando a tundra;

Geralmente são de pequeno porte com cerca de 5 cm de altura, mas algumas espécies podem chegar a 40 cm

Postagens populares